Notas ao café…

A Era da Solidão

Posted in notas ao café by JN on Março 13, 2009

Bennett editorial cartoon
Clay Bennett, «Chattanooga Times Free Press»

Segundo um relatório da ONU, em 2050 haverá no mundo cerca de 9 mil milhões de pessoas, sendo a barreira dos 7 mil milhões atingida em 2012. A maior parte dos novos habitantes viverá nos países em desenvolvimento, onde o aumento será tão significativo na faixa etária que vai dos 15 aos 59 anos como no grupo com mais de 60 anos.

Com todos os problemas que o planeta enfrenta agora, não será difícil prever o que poderá acontecer se não houver medidas para controlar a população mundial. O impacto ecológico, alimentar, de busca por recursos para 9 mil milhões de habitantes será enorme (já o é agora). Certamente não será também difícil aceitar que há um limite para o número de seres humanos que o planeta pode albergar com um nível de vida aceitável.

arcadio_13032009_1
Arcadio, «Cagle Cartoons»

Sobre este problema, Chris Hedges na Truthdig, escrevia «We Are Breeding Ourselves to Extinction», onde refere que todas as nossas medidas para evitar a degradação e destruição do nosso ecossistema serão inúteis se não forem tomadas medidas para controlar o crescimento da população:

[…] We are experiencing an accelerated obliteration of the planet’s life-forms—an estimated 8,760 species die off per year—because, simply put, there are too many people. Most of these extinctions are the direct result of the expanding need for energy, housing, food and other resources. […] Population growth, as E.O. Wilson says, is «the monster on the land.» Species are vanishing at a rate of a hundred to a thousand times faster than they did before the arrival of humans. If the current rate of extinction continues, Homo sapiens will be one of the few life-forms left on the planet, its members scrambling violently among themselves for water, food, fossil fuels and perhaps air until they too disappear. Humanity, Wilson says, is leaving the Cenozoic, the age of mammals, and entering the Eremozoic—the era of solitude. As long as the Earth is viewed as the personal property of the human race, a belief embraced by everyone from born-again Christians to Marxists to free-market economists, we are destined to soon inhabit a biological wasteland.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: