Notas ao café…

O fim do petróleo barato

Posted in notas ao café by JN on Junho 24, 2009

stantis_24062009_2
Scott Stantis, «Birmingham News»

No TomDipatch, Michael T. Klare, escreve que a era do petróleo barato acabou, entrando-se desta forma numa nova era de perigo económico, aumento da fome e destruição ambiental na procura de novas fontes, não tão baratas, de exploração petrolífera. Segundo a BP, ao ritmo da produção de 2008, as reservas actuais poderão durar mais 42 anos, mesmo que novas reservas não sejam descobertas:

Vodpod videos no longer available.

Com o aumento que se tornou a verificar no preço do petróleo, também voltou a aumentar o medo da especulação, que derrubaram os mercados em 2008. Entretanto a Arábia Saudita abriu um novo poço de exploração que aumentará a capacidade de produção da OPEC em 8 por cento do consumo mundial, mas mesmo assim pouco efeito teve no preço deste produto.

arcadio_24062009_1
Arcadio, «Cagle Cartoons»

Sinal desta procura por novas reservas é o que se passa no Equador e no Parque Nacional de Yasuni. Muitas empresas petrolíferas pretendem explorar a floresta tropical deste país. O Equador pretende manter a floresta mas para isso quer dinheiro e compensações monetárias da comunidade internacional. Segundo a Der Spiegel, a Alemanha está na dianteira para conseguir para o Equador os fundos necessários para manter a floresta:

[…] Ecuador estimates that by leaving the oil untouched, some 410 million tons of carbon dioxide emissions will be averted. Oil is Ecuador’s most important export, generating around a third of its income. With the value of the untapped supply under the Yasuni National Park estimated at some $6 billion, the country argues it has little option but to approach international donors, hat in hand.

Environmentalists welcomed the plan as a way to save Ecuador’s rainforest from destruction. Preventing forests from disappearing is a vital element in the fight against climate change as they absorb huge quantities of CO2 from the atmosphere.

Still, doubts lingered about the Ecuador model. Tobias Riedl from Greenpeace Germany’s Forest Campaign warned that the scheme was far from perfect. «It is a double-edged sword. While we welcome moves to save this unique environment, the fact is that all rainforests need to be saved, regardless of whether they lie on valuable natural resources or not» […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: