Notas ao café…

Um Quds diferente

Posted in notas ao café by JN on Setembro 19, 2009

englehart_19092009_1
Bob Englehart, «The Hartford Courant»

Uma manifestação anual em apoio da causa palestiniana no Irão, o comício do Quds (Dia de Jerusalém), foi utilizado pela oposição ao governo para mais protestos contra o Presidente Mahmoud Ahmadinejad. Segundo testemunhas, os manifestantes gritavam frases como “morte ao ditador” e entraram em confronto directo com apoiantes do Presidente e a polícia. O antigo Presidente Mohammed Khatami e os candidatos da oposição Mir Hossein Moussavi e Mehdi Karrubi estavam presentes, mas foram forçados a deixar a manifestação depois de se terem confrontado com apoiantes de Mahmoud Ahmadinejad. Cerca de dez pessoas teriam sido presas, de acordo com testemunhas.

Mahmoud Ahmadinejad, que proferiu o discurso do Quds na Universidade de Teerão, mais uma vez provocou a polémica e a crítica internacional ao chamar o Holocausto um “mito”  que é utilizado para justificar a ocupação da Palestina por parte de Israel. Numa outra entrevista na quinta-feira, o Presidente iraniano afirmou que o seu país nunca abandonará o seu programa nuclear, mas não vê a necessidade do Irão possuir armas nucleares.

beeler_19092009_1
Nate Beeler, «The Washington Examiner»

Apesar de, em termos concretos, a oposição não ter conquistado muito desde o início dos protestos, todos estão de acordo que a imagem de conflito interna não é a que o Presidente Ahmadinejad deseja transmitir ao mundo. No openDemocracy, Nazenin Ansari escreve sobre a crise do Irão, algo que ainda não terminou e que poderá comprometer o futuro do país:

[…] An engineer in Tehran describes the current mood. “Even people who voted for Ahmadinejad have now turned against him due to his choice of highly incompetent and inexperienced cabinet ministers, and the huge 30% increase in meat and fruit prices in this month of Ramadan. His government is so unpopular that for the past month Iran premier-league football matches have had to be held without any spectators in the stadiums in order to prevent people from being seen and heard vilifying the president – and even Ayatollah Khamenei – in public…..gatherings of any sort are routinely broken up by riot-police wearing masks and shields, who continue to be (discreetly) present in Tehran’s main squares and metro stations.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: