Notas ao café…

O factor Goldstone

Posted in notas ao café by JN on Outubro 16, 2009

O primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, assegurou quinta-feira em Jerusalém, numa conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu, que a Espanha, que em Janeiro vai assumir a  presidência rotativa da UE, que o processo de paz no Oriente Médio será uma das suas preocupações. O Sr. Zapatero prometeu que, com o apoio “e confiança” das partes em conflito e os EUA, a UE irá exercer todo o seu poder “diplomático” para garantir a segurança de Israel e assegurar a criação de um Estado palestino.

pismestrovic_16102009_1
Petar Pismestrovic, «Kleine Zeitung»

Na Time, Joe Klein escreve que se o Presidente Barack Obama realmente quer “merecer” o seu Prémio Nobel da Paz, a melhor forma será conseguir um acordo de paz para o Médio Oriente, algo em que todos até hoje falharam. E se sempre foi difícil tal acordo, desde a divulgação do Relatório Goldstone — que acusa Israel e o Hamas de acções equivalentes a crimes de guerra  e talvez a crimes contra a humanidade durante o último conflito em Gaza — este parece estar mais longínquo. Israel e o Hamas rejeitam as conclusões do relatório. Mas este impôs-se na cena política internacional e ameaça todos os esforços da administração Obama para o reatar das negociações israelo-palestinianas:

[…] The White House had been swayed by Israel’s position that taking the Goldstone report forward could pose an obstacle to reviving the peace process. Netanyahu, who assured the Knesset that no Israeli soldiers would ever be prosecuted for war crimes, anywhere, told U.S. officials that with the Goldstone report looming over him, it will be nearly impossible to sell his right-wing government on the idea of making concessions to the Palestinians.

That argument appeared to have initially persuaded the Obama Administration to press Abbas to shelve the matter at the U.N. for six months, hoping to allow for the renewal of peace negotiations. But Abbas was forced to switch positions in response to the Palestinian outcry that saw protests in Gaza and the West Bank and opposition from top officials of his Fatah party. (Many in Fatah have lost faith in President Obama and won’t be much swayed by the argument of dropping Goldstone to give the peace process a chance, as they believe a credible agreement is not possible with the current Israeli government.)

paresh_16102009_1
Paresh Nath, «The Khaleej Times»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: