Notas ao café…

Repetição

Posted in notas ao café by JN on Outubro 27, 2009

christo_27102009_1
Christo Komarnitski (Bulgária)

Nick Turse, no TomDispatch.com, escreve sobre a oportunidade que o Nobel da Paz oferece ao presidente Barack Obama, uma oportunidade que poucos “presidentes em guerra” americanos tiveram: a possibilidade do sucesso. Como realça Turse, todos os presidentes americanos, especialmente após a Segunda Guerra Mundial, foram colocado sob a presença de um simples facto: os militares americanos pura e simplesmente não conseguem ganhar uma guerra de uma forma definitiva.

Turse escreve que as forças armadas americanas conseguem atingir muitos objectivos, mas há sempre um que lhes escapa: a vitória final. Para reforçar a sua tese, cita o um momento recente em Washington, durante o debate sobre a guerra do Afeganistão em que as Filipinas foram notícia nos media e um artigo no New York Times de 25 de Setembro, de Norimitsu Onishi, sobre os problemas que os militares americanos enfrentam em duas ilhas do arquipélago. Cem anos depois da primeira intervenção americana nas ilhas, militares americanos ainda lá morrem às mãos de guerrilhas muçulmanas.

paresh_27102009_1
Paresh Nath, «The Khaleej Times»

Escreve ainda que, mais de meio-século depois da Guerra da Coreia, militares americanos ainda estão na fronteira entre os dois países em resultado de um acordo ainda por resolver. Mais recentemente, os EUA tiveram duros revezes no Vietname, Laos e Cambodja, no Líbano, na Somália, no Iraque — uma guerra por acabar — e agora, depois de mais de uma década de intervenção no Afeganistão, o sucesso é algo ainda muito longe. Para Turse são sinais claros dos limites do poder militar americano:

[…] The U.S. military is unquestionably powerful and has repeatedly demonstrated the ability to mete out tremendous amounts of destruction and death. […] Victory has repeatedly slipped through the fingers of American presidents, no matter how much technology and ordnance has been unleashed on the poor, sometimes pre-industrial populations of America’s war zones.

Now, the Nobel Committee has made a remarkable gamble. It has seen fit to offer Barack Obama, who entered the Oval Office as a war president and soon doubled down the U.S. bet on the expanding conflict in Afghanistan and Pakistan, an opportunity for a lasting legacy and real achievement of a sort that has long escaped American presidents. Their prize gives him an opportunity to step back and consider the history of American war-making and what the U.S. military is really capable of doing thousands of miles from home. It’s an unparalleled opportunity to face up honestly to the repeatedly demonstrated limits of American military power. It’s also the president’s chance to transform himself from war-maker by inheritance to his own kind of peace-maker, and so display a skill possessed by few previous presidents. He could achieve a more lasting victory, while limiting the blood, American and foreign, on his — and all Americans’ — hands.

[…] The record should be as sobering as it is dismal, while the costs to the peoples in those countries are as appalling as they are unfathomable to Americans. The blood and futility of this American past ought to be apparent to Nobel Peace Prize-winner Obama, even if his predecessors have been incredibly resistant to clear-eyed assessments of American power or the real consequences of U.S. wars.

Two paths stretch out before this first-year president. Two destinations beckon: peace or failure.

lowe_27102009_1
Chan Lowe, «Sun-Sentinel»

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Cris Mitsue said, on Outubro 27, 2009 at 7:40 pm

    Olá..
    Nem sei direito como vim parar aqui, só sei que adorei o blog!
    Virei visitar mais vezes… Já deixei nos meus favoritos!
    Bjsbjs


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: