Notas ao café…

Karzai, segunda vez

Posted in notas ao café by JN on Novembro 20, 2009


Randy Jones, «INXart.com»

Como escreveu a Der Spiegel, Hamid Karzai e os EUA, gostem ou não, estão condenados a seguirem juntos na procura do sucesso no Afeganistão. Hamid Karzai foi reconduzido no cargo de Presidente do Afeganistão, após desistência do seu opositor Abdullah Abdullah, sob suspeita de fraude eleitoral e como chefe de um governo imerso em corrupção. Apenas um dia antes da sua tomada de posse, o Procurador-Geral do país emitiu mandatos contra cinco membros do seu governo por actos de corrupção. No seu discurso de tomada de posse, o Sr. Karzai prometeu lutar contra a corrupção, promover reformas sociais, administrativas e judiciais e formar forças de segurança capazes de substituírem os militares ocidentais.

Martin Patience da BBC, escreve que Hamid Karzai fez um discurso de conciliação e uma promessa de um novo começo, onde as três frases esperadas foram incluídas: corrupção, segurança, reconciliação nacional e unidade. Como escreve Patience, muito afegãos no sul e este do país, onde a actividade dos Taliban é maior, simplesmente desistiram do governo e olham para os Taliban como uma alternativa e este, segundo Patience,  é o maior perigo para o Afeganistão: se os afegãos não confiarem no seu governo, então de pouco irá interessar o número de militares presentes no terreno. Os líderes ocidentais, sem grande escolha possível, congratulam o Presidente do Afeganistão pelo seu discurso mas, ao mesmo tempo, avisam-no que são também esperados resultados.


Paresh Nath, «The Khaleej Times»

Entre os que assistiram à tomada de posse de Hamid Karzai, estava a Secretária de Estado americana, Hillary Clinton. A Sra. Clinton, antes de partir para o Afeganistão, concedeu uma entrevista à Der Spiegel sobre o que espera para o Afeganistão, os seus receios sobre a presença da Al Qaeda no Paquistão e sobre o Irão:

[…]

SPIEGEL: After the election fraud in favor of President Hamid Karzai — shouldn’t you insist on a government of national unity, including his challenger Abdullah Abdullah?

Clinton : Well, I think that what we are interested in is an effective government. Who the personalities are is not as big a concern as having competent, effective, honest members of the government. But we are not only looking at the government in Kabul, we are also looking at the government throughout the country. Because very often, it is local governance, as it has historically been in Afghanistan, that delivers services, that provides security. So we think more has to be done with the local government structures.

SPIEGEL: Do we understand you correctly: The US government is thinking about naming local governors or at least influencing their nomination?

Clinton : I think that a number of us — not just the United States but a number of NATO members, too — agree with what Prime Minister Brown said last week: That there has to be more accountability. We do see this as in our national security interest, but part of being successful and protecting our interest is having a better partner in Afghanistan. And we will be making our views known and we will have certain measurements of accountability that we expect. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: