Notas ao café…

Os custos de uma decisão

Posted in notas ao café by JN on Novembro 23, 2009


Peray, «The Nation»

Embora a decisão do presidente de Obama sobre o envio de mais tropas para o Afeganistão seja essencialmente militar, esta terá ao mesmo tempo fortes implicações orçamentais, facto que poderá limitar o nível da presença militar americana no país. As últimas estimativas da administração apontam que o custo mais 40 mil soldados americanos e o aumento das forças de segurança afegãs, como pretende o General Stanley A. McChrystal, o comandante das forças aliadas no Afeganistão, apontam para um custo entre 40 a 54 mil milhões de dólares por ano. Mesmo que o número de tropas enviadas seja menor, segundo responsáveis americanos, o custo médio por militar é de um milhão de dólares por ano.

Portanto, mesmo o Presidente Obama opte por enviar um número reduzido de militares, os novos custos da operação no Afeganistão podem anular o projecto de poupar 26 mil milhões de dólares que o governo americano espera poupar com a retirada do Iraque em 2010 e, ao mesmo tempo, o orçamento militar pode chegar a algo como 734 mil milhões de dólares, ou seja, 10 por cento mais que o pico de 667 mil milhões obtido durante a administração Bush. Este aumento nos gastos militares seriam uma situação politicamente difícil para o Presidente, principalmente numa altura em que a economia americana está debilitada e que a administração quer reformar o sistema de saúde americano. Como escreve Christopher Drew no New York Times, os impressionantes custos desta guerra não poderão deixar de pesar na decisão do Presidente.


71507_Paresh Nath, «The Khaleej Times»

J. Michael Greig e Andrew J. Enterline, na Foreign Policy, escrevem que qualquer que seja a decisão do Presidente sobre o número de militares, pouca influência terá no panorama actual do Afeganistão:

[…] The truth is: None of the proposals would have much effect.

We used forecasts from statistical models to determine how the two strategies under Obama’s consideration might play out: the chances that insurgency will abate and democracy will strengthen, as well as the impact on the stability of Afghanistan’s democratic government and its neighbors, like Pakistan. Unfortunately, we found that regardless of what the United States does, the chance of violent insurgency remains woefully high — and that a larger force deployment might actually endanger the weak Afghan state.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: