Notas ao café…

Tentação

Posted in notas ao café, palavras ao café by JN on Dezembro 12, 2009

“[O] mais corajoso homem entre nós tem medo de si próprio. A mutilação do selvagem sobrevive tragicamente na autonegação que nos corrompe a vida. Somos castigados pelas nossas renúncias. Cada impulso que tentamos estrangular germina no cérebro e envenena-nos. O corpo peca uma vez, e acaba com o pecado, porque a acção é um modo de expurgação. Nada mais permanece do que a lembrança de um prazer, ou o luxo de um remorso. A única maneira de nos livrarmos de uma tentação é cedermos-lhe. Se lhe resistirmos, a nossa alma adoece com o anseio das coisas que se proibiu, com o desejo daquilo que as suas monstruosas leis tornaram monstruoso e ilegal. Já se disse que os grandes acontecimentos do mundo ocorrem no cérebro. É também no cérebro, e apenas neste, que ocorrem os grandes pecados do mundo.”

Oscar Wilde, in «O Retrato de Dorian Gray»

A cada criança é proposto o seguinte: “Aqui tens esta guloseima. Podes comê-la já ou esperar que eu volte. Como recompensa pela tua paciência, caso não comas o doce, ofereço-te outro”. O resultado é deveras interessante.

Vodpod videos no longer available.

Oh, The Temptation de Steve V no Vimeo.

No TED, Joachim de Posada fala de um teste semelhante e no processo da “gratificação adiada” e como ela pode prever o sucesso que se poderá vir a ter no futuro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: