Notas ao café…

A guerra dos drones

Posted in notas ao café by JN on Março 17, 2010


Stephff

Uma das armas mais poderosa ao dispor da Força Aérea Americana e da CIA são os veículos aéreos não tripulados – os drones – como o Predator e o Reaper. Foram inicialmente projectados para fornecer informações e a fazer o reconhecimento do terreno, mas actualmente transportam misseis e transformaram-se em armas letais. Os drones têm o seu palco de eleição no Médio Oriente, Afeganistão e Paquistão, e no mais recente ataque das forças americanas com este avião não tripulado a um santuário da al-Qaeda e dos Taliban no Paquistão, na província do Waziristão, matou dez militantes.

Quase todos os dias os drones matam terroristas, e civis, quase diariamente. Os drones estão a tornar-se a arma de eleição quando o assunto é a al-Qaeda e/ou os Taliban. Mas como escreve a Der Spiegel — referindo um artigo da New Yorker sobre a eliminação do líder Taliban no Paquistão, Baitullah Mehsud, conseguida ao fim de dezasseis tentativas nas quais morreram entre 207 a 321 pessoas, nem todas Taliban — as consequências políticas, militares e morais são incalculáveis:

[…] But other questions remain — or are being newly raised. Is it right for a democratic, constitutional state to kill with the click of a mouse? Who monitors the CIA agents involved and the private companies to which a portion of the dirty work is outsourced? On what authority are the hit lists prepared, which are now believed to contain the names of 367 terrorists, plus about 50 Afghan drug lords who apparently have also been declared targets?


Paresh Nath, «The Khaleej Times»

Embora os drones tenham tido sucesso em matar alguns dos líderes terroristas, muitos preocupam-se que o preço em vidas humanas civis seja demasiado elevado e que o real sucesso dos drones seja ilusório. Algo que não tem impedido a administração americana em expandir as suas actividades e de aumentar o seu financiamento:

[…] The potential for killing innocent bystanders is also very high. The first drone strike of Obama’s term, which was carried out in the Pakistani mountains on his third day in office, reportedly left four terrorists — and up to four times as many civilians — dead. Human rights activists calculate that drones have killed hundreds of innocent civilians. Still, since hardly any media outlets can report on drone strikes, such figures are difficult to prove.

Likewise, monitoring who is targeted is often difficult. For example, the CIA is believed to have repeatedly expanded the list of possible drone targets, often leaving the selection of targets up to the Pakistani government.

Even the gains achieved by these unmanned airstrikes are a subject of controversy. Some security experts even believe that the men replacing leaders killed in the strikes are even more lethal and reckless than their predecessors, which makes claims of progress in the war on terrorism — measured in terms of “body counts” of terrorist leaders — misleading or unfounded.

Still, a renunciation of drone warfare is not in the cards. In fact, the opposite seems to be the case, seeing that next year’s budget for the technology is to be greatly increased.

A Der Spiegel apresenta duas entrevistas: na primeira, P.W. Singer, um especialista em assuntos de defesa do Brookings Institution, fala sobre a tensão a que os pilotos dos drones estão sujeitos e do risco de esgotamento e de stress. Segundo Singer, toda a experiência da guerra está a ser alterada pelas novas tecnologias. Na segunda e entrevista, o Major Bryan Callahan, um piloto da Força Aérea Americana fala da sua actual missão como piloto de drones, as tensões a que está sujeito diariamente e que o que faz em nada se assemelha a jogo de vídeo.


Andy Singer, «No Exit»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: