Notas ao café…

O eterno medo

Posted in notas ao café by JN on Março 20, 2010


Angel Boligan

Cientistas responsáveis pela maior revisão dos estudos sobre a extinção dos dinossauros afirmam que podem confirmar que o impacto de um asteróide sobre a Terra teria sido responsável pelo desaparecimento desta espécie, há 65 milhões de anos. Há 30 anos, a teoria domina os estudos sobre os dinossauros, mas permanecia sem confirmação. Esta revisão de 20 anos de estudos sobre o assunto realizada por um grupo de 41 cientistas de 12 países sugere que há provas suficientes não apenas para apoiar a teoria do asteróide, mas para descartar outras teorias vigentes sobre a extinção desta espécie.

A revisão, publicada na Science, sugere que o asteróide teria cerca de dez km de diâmetro e atingiu a Terra a uma velocidade de cerca de 20 km por segundo. O impacto teria ocorrido na região da península de Yucatán e teria liberado mil milhões de vezes mais energia do que as bomba atómica lançadas em Hiroshima e Nagasaki. Dados analisados de imagens de satélite indicam que a cratera de Chicxulub, que tem 200 km de diâmetro, seria o local exacto do impacto. Segundo os cientistas, o impacto libertou grandes quantidades de água, poeira e gases, o que teria causado um bloqueio da luz solar e o consequente arrefecimento da Terra.


Recreação de Don Davis do impacto de Chicxulub, há 65 milhões de anos.

Christoph Seidler, na Der Spiegel, escreve sobre um projecto da agência espacial alemã que tenta criar um sistema de alerta para catástrofes semelhantes à que ocorreu 65 milhões de anos. Com o destino dos dinossauros em mente, os cientistas germânicos querem ser capazes de prever o próximo impacto antes deste nos atingir:

[…] Researcher Marcus Hallmann points to one of the three impressively large monitors at the front of the central planning office. It looks like colorful confetti is dancing around his fingers. Red, green, yellow and white dots move back and forth, in constant motion. Surrounded by the hubbub, there are two labeled ellipses — the orbits of the Earth (green) and Venus (pink), Hallmann explains. And each of the colorful, moving points could, in theory, inflict great harm on Earth.

The display shows all the celestial objects orbiting inside our solar system. But they could become celestial missiles that endanger the Earth if, for instance, they were to be influenced by Venus’ gravitational field and enter a different path — a more dangerous one that could see them hurtling toward Earth. In the short term, though, the danger of an asteroid crashing into Earth is mostly hypothetical, according to scientists working in the field. As far as they can tell, there is no clear and present danger.

Still, one of the main problems with research into this area is that the information scientists currently have is only sufficient for making the most rudimentary of predictions. Additionally, the advance warning time is far too short.

“All of these asteroids present a potential danger to the Earth,” Hallmann says. Simply by looking at standard distribution statistics, researchers suspect that there are around a thousand objects like this traveling in orbits between Earth and the sun, each of them at least 100 meters in size. Yet they only have actual knowledge of ten of these sorts of rocks in space. “We know next to nothing about asteroids between Earth and the sun,” says Ekkehard Kührt, head of the Asteroids and Comets division of DLR’s Institute of Planetary Research in Berlin. The brightly colored computer simulation belies the scientist’s depth of the knowledge about the asteroids — in reality they do not know this much, at least not yet. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: