Notas ao café…

Israel vs Síria

Posted in notas ao café by JN on Abril 16, 2010


Fares Garabet

Um dia depois de o presidente Barack Obama ter dito que considera a resolução do conflito israelo-palestiniano de “interesse vital para a segurança nacional” dos EUA, o embaixador adjunto americano na ONU, Alejandro Wolff, emitiu uma declaração no Conselho de Segurança da ONU, esta quarta-feira, onde pedia que todas as partes tomassem medidas para promover a paz no Médio Oriente, dizendo que o status quo actual não é sustentável:

Mr. President, advancing the cause of comprehensive peace in the Middle East remains one of the United States’ highest foreign policy priorities. Our commitment to this goal is undiminished, and the resumption of negotiations toward a two-state solution is the best way forward.

All concerned must confront a basic reality: and that is that the status quo of the last decade has neither produced long-term security nor served the interests of the parties. Such a path means more instability and more unrealized aspirations for Israelis, Palestinians, and others throughout the region.

Today, we are witnessing a struggle between those in the region who accept peace and coexistence with Israel and those who reject it and seek continued violence. The latter course means drawing out a conflict with tragic human costs—a conflict that threatens Israel’s long-term future as a secure and democratic Jewish state and denies Palestinians the dignity of a state of their own. The two-state solution is the only way to resolve the conflict. The status quo strengthens the rejectionists who claim peace is impossible and weakens those who embrace coexistence. […]

O conflito israelo-palestiniano é uma das preocupações do Presidente Obama no Médio Oriente. Além deste conflito e do possível entre Israel e o Irão outro entra em cena: o entre Israel e a Síria. Shimon Peres, o Presidente de Israel, acusou o regime de Damasco de ter fornecido mísseis Scud de longo alcance ao Hezbollah no Líbano. A Síria rejeita as acusações e vê as acusações israelitas como uma desculpa para um possível ataque militar ao seu país. O caso é um forte entrave à tentativa de aproximação da administração Obama ao regime do Presidente Bashar Assad após anos de tensão entre os dois países.

Andrew Tablar, na Foreign Policy, escreve sobre a crise dos mísseis na Síria.


Fares Garabet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: