Notas ao café…

Um mês depois…

Posted in notas ao café by JN on Maio 21, 2010


Rob Rogers, «Pittsburgh Post-Gazette»

O que alguns temiam que poderia acontecer, aconteceu. O derrame de petróleo no Golfo do México, originado pela explosão da plataforma Deepwater Horizon no dia 20 de Abril, entrou em contacto com uma forte corrente oceânica e como resultado a mancha de petróleo pode deslocar-se ainda mais, com resultados imprevistos e potencialmente catastróficos. Ameaça agora a Florida e Cuba:

[…] However, with that good news comes the next round of bad news. According to information obtained by SPIEGEL ONLINE, the massive oil slick has reached an important ocean current: the so-called Loop Current in the Gulf of Mexico. This massive body of water flows to the north before swinging in a clockwise direction when it reaches the Mississipi Delta, after which it first spins eastward, and then finally northward to join the Gulf Stream. This powerful maritime conveyor belt could now carry oil to the previously unendangered coastal areas of Cuba and the US state of Florida. Basically the dirty black plumes have reached a kind of massive mixer, which could considerably increase the risk of pollution. […]

O Presidente Barack Obama apelidou de “espectáculo ridículo” o jogo das três empresas envolvidas — BP, Transocean e a Halliburton — em atirar a culpa do sucedido uma para as outras e comprometeu-se em aumentar a regulação das empresas que operam plataformas deste tipo. Ao mesmo tempo, a administração americana quer que a BP se comprometa a pagar pelos custos do que se passa actualmente no Golfo do México. A BP é também acusada de ter ocultado dados sobre a extensão do derrame; a administração quer que a BP torne todos os dados públicos.


Cam, «The Ottawa Citizen»

Com petróleo a dar agora à costa americana pela primeira vez, Mark Mardell escreve que o Presidente Obama está a fazer tudo o que pode para que a “culpa” não atinja a Casa Branca. Mas isso já não parece ser algo possível, com a tensão que se instalou entre a administração e a comunidade científica nos últimos dias. Cientistas acusam a administração Obama de não ter feito uma investigação cientifica adequada aos reais danos provocados pelo derrame e por terem permitido à BP ocultar a verdade sobre o mesmo.

Os cientistas afirmam que a National Oceanic and Atmospheric Administration e outras agências governamentais foram demasiado lentas a investigar a real extensão do derrame. Muitos investigadores estão particularmente preocupados com os danos provocados nos ecossistemas no fundo do mar. A comunidade cientifica querem que o governo americano divulgue os resultados das análises da água do fundo do Golfo do México.


Steve Greenberg

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: