Notas ao café…

Coreia vs. Coreia

Posted in notas ao café by JN on Maio 25, 2010


Olle Johansson

O Presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, anunciou a suspensão de trocas comerciais, investimentos e circulação de pessoas com a Coreia do Norte em retaliação pelo naufrágio de um navio militar,em Março último, numa escalada que coloca os dois países na mais tensa situação em anos. Ao mesmo tempo exige um pedido de desculpa por parte de Pyongyang. Face à retaliação de Seul, a Coreia do Norte avisou que tomará como alvo equipamento que a Coreia do Sul planeia instalar para difundir mensagens negativas no país vizinho. E reiterou também que não abrirá mão de expandir o seu arsenal nuclear.

A Coreia do Sul conta com o apoio explícito e inequívoco de os EUA. Este páis têm 28 mil soldados na Coreia do Sul e estas forças militares foram intimados a responder de forma adequada no caso de uma acção militar; ao mesmo tempo os EUA preparam-se para exercícios militares navais em conjunto com a Coreia do Sul. A secretária de Estado Hillary Clinton em Pequim pediu para que o governo chinês — único “aliado” de Pyonyang — a interceda para acalmar os ânimos na região e evitar mais isolamento a Pyonyang. A Casa Branca disse que as sanções sul-coreanas são adequadas e que o Norte deveria abandonar seu “comportamento beligerante e ameaçador”. Toda a região está em estado de alerta com a possibilidade de um conflito que pode tomar caminhos imprevisíveis.


Dave Granlund, «Politicalcartoons.com»

Christian Caryl, na Foreign Policy, escreve que depois da acusação ao regime de Kim Jong Il de ter cometido um acto de guerra, vem agora a pior (e mais difícil) parte:

[…] So what happens next? Media commentators assure us that — as is usually the case in matters North Korean — all the options facing South Korean President Lee Myung Bak are bad ones. Yet this commonplace may need a bit of correcting. President Lee’s range of possible moves may be relatively limited, but that doesn’t necessarily mean that the ones he chooses will be ineffective. On Friday, Lee ordered his government to prepare “resolute and systematic” countermeasures against North Korea, and announced that he would be announcing further moves in a speech next week. And though he may not go so far as to say it outright, his plan is likely to revolve around doing away with the remnants of the “Sunshine Policy,” the South’s decade-long program of rapprochement with the North. Bruce Bennett, a Korea-watcher at the Rand Corporation, notes: “When somebody’s committing acts of war against you there isn’t any sunshine.” […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: