Notas ao café…

O “tufão” português

Posted in memórias ao café, notas ao café by JN on Junho 21, 2010

“Os golos são como o ketchup, quando aparecem vêm todos de uma vez”, afirmou Cristiano Ronaldo antes do jogo contra a Coreia do Norte. Com uma vitória por 7-0 contra a selecção norte-coreana, o frasco de ketchup parece ter sido definitivamente aberto e o próprio capitão da selecção portuguesa também marcou, terminando um jejum de dezasseis meses na selecção. Cristiano Ronaldo que foi eleito o melhor jogador em campo, afirmaria que Tiago foi o melhor. Sobre o seu golo disse que foi “divertido” e “curioso” e que “Deus nunca dorme, sabe quem o merece”.

No que se julga ser a primeira vez — provavelmente o bom resultado contra o Brasil tenha tido alguma influência — o jogo foi transmitido na integra pela televisão da Coreia do Norte. No final do jogo, o treinador da Coreia do Norte, Kim Dong-Hun, assumiu a responsabilidade pela “humilhação” sofrida contra Portugal e culpou-a na sua própria estratégia.

Mark Ogden, no Telegraph, escreve que Carlos Queiroz cumpriu dois objectivos: ganhar o jogo e marcar o maior número de golos possível. Jeff Z. Klein, no Goal, é da mesma opinião. Rafael Pineda, no El País, escreve que Portugal deu um enorme passo para os oitavos de final.

Das memórias do futebol chega um outro Portugal – Coreia do Norte, este no Campeonato Mundial de Inglaterra de 1966. Em 24 minutos, a Coreia surpreendeu com três golos marcados e nenhum sofrido; Portugal com Eusébio a mostrar o seu génio acabaria por ganhar por 5-3:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: