Notas ao café…

O General ‘rebelde’

Posted in notas ao café by JN on Junho 24, 2010


Dave Granlund, «Politicalcartoons.com»

Num artigo da Rolling StoneThe Runaway General — da autoria de Michael Hastings, o General Stanley McChrystal, comandante das tropas americanas no Afeganistão e autor da estratégia que levou Barack Obama a enviar mais 30 mil soldados para o conflito, é retratado como crítico da administração Obama. O próprio Presidente não escaparia às críticas: o General teria ficado “desapontado” com o Presidente após seu primeiro encontro com este na Casa Branca, e afirmaria que o presidente não estaria preparado para o encontro e pouco interessado. Algumas das críticas mais duras ficariam reservada para Karl Eikenberry, o embaixador dos EUA para o Afeganistão, que levantou dúvidas sobre o Presidente afegão, Hamid Karzai como aliado. O General McChrystal teria afirmado na altura que se sentiu “traído” pelo embaixador.

As reacções não se fizeram esperar; pouco tempo depois o General pediria desculpas publicamente, apresentou a sua demissão que foi recusada pelo Presidente na altura e foi chamado a Washington. Depois da sua reunião com o Presidente, o General seria demitido das suas funções como comandante das forças americanas no Afeganistão. Será substituído pelo General David Petraeus que comandou as forças aliadas no Iraque.


Bob Englehart, «The Hartford Courant»

Robert Scheer, na Truthdig, escreve mais do que o General, quem deve ser “demitido” é toda a estratégia deste para o Afeganistão, que segundo Scheer falhou.

Na Rolling Stone, Stanley McChrystal, é quase que visto como um militar saído de Hollywood. Depois de uma juventude rebelde afogada muitas vezes em álcool, que passou boa parte de seu tempo em West Point em detenção, este militar das forças especiais viria a transformar-se num líder carismático, respeitado e idolatrado pelos seus subordinados, mas sem grande respeito pela autoridade ou  regras, a não ser as dele; um homem rígido e asceta, que comandava um grupo “anárquico” mas ferozmente leal. Na Slate, Fred Kaplan escreve que boa parte do problema do General foi este: uma guerra que não parece ter fim e falta de união hierárquica.


Nate Beeler, «The Washington Examiner»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: