Notas ao café…

Troca de espiões em Viena

Posted in notas ao café by JN on Julho 12, 2010


Cardow, «The Ottawa Citizen»

Foi a primeira operação do tipo desde o fim da Guerra Fria; no aeroporto de Viena — continua a ser a capital favorita para este tipo de operação — dois aviões, um vindo de Moscovo e outro de Nova Iorque, aterraram e estacionaram lado a lado e os EUA e a Rússia voltaram, como no bons velhos tempos, a trocar espiões. Os EUA trocaram dez pessoas condenadas por espionagem a favor da Rússia por quatro condenadas na Rússia por espionagem a favor dos EUA. A operação durou cerca de 90 minutos.

Os dez espiões russos detidos na semana passada confessaram-se culpados na quinta-feira. Os agentes detidos na Rússia foram perdoados pelo Presidente Dmitry Medvedev após terem assinado as suas confissões.

No New York Times escreve-se que o Presidente Obama foi informado que as detenções dos espiões russos muito antes do acontecido e que desde a altura se colocou de imediato a questão do que seria feito após a detenção. De imediato, e para não colocar em causa as relações russo-americanas, se terá colocado a possibilidade de uma troca. A BBC escreve algo de semelhante; desde há quase uma década que os “agentes adormecidos” estariam a ser vigiados e as detenções tiveram lugar porque vários pretendiam abandonar os EUA.


Chappatte, «International Herald Tribune»

A imprensa russa destaca o ponto da discrepância de números e aparentemente não gostaram das possíveis implicações, até porque os agentes devolvidos aos EUA eram de facto “espiões a sério”:

It got ten of its spies back, while Washington only managed to secure the release of four people convicted of spying for the West.

If it was a football match, the score would be 10:4 in Russia’s favour.

But numbers do not tell the whole story. As a radio presenter in Moscow put it: “This means that one of their spies is worth two and a half of ours.” She was right and that must be a humiliating thought for any Russian “razvedchik” or spy worth their salt.

The fact is that Washington initiated this extraordinary Cold War-style deal, gave the Russians a list of the people it wanted, and knew exactly what it was doing. It was holding all the cards, while the Russians, caught red-handed, were anxious for a face-saving get out of jail card.

So while the numbers may tell a different story, the real winner here is the United States. Three of the four people it got back were after all seasoned former Russian military or intelligence officers who had been convicted of spying for the West. […]


Mike Keefe, «Denver Post»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: