Notas ao café…

Wikileaks “ataca” de novo

Posted in notas ao café by JN on Novembro 29, 2010


Luojie, «China Daily»

Já corria há alguns dias, em jornais e sites noticiosos, que a Wikileaks preparáva-se para voltar a causar polémica com a divulgação de informações que poderiam comprometer a diplomacia norte-americana. Suspeitava-se que se tartavam de dois milhões de documentos da correspondência diplomática do Departamento de Estado com as embaixadas dos EUA em todo o mundo, datados dos últimos cinco anos, e Washington de imediato começou a prevenir os aliados, como Israel, Reino Unido, Noruega, Dinamarca, Finlândia ou Itália, e a reconhecer que as revelações poderiam “criar tensões”. De acordo com o jornal Kommersant, no caso da Rússia, por exemplo, estariam em causa comentários sobre a política de Moscovo e “apreciações desagradáveis” sobre alguns dirigentes do país. Em relação à Turquia, haverá dados sobre o apoio dos EUA aos rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão, refugiados no Iraque, assim como do apoio dos turcos à Al-Qaeda.

E que era especulação tornou-se realidade: a Wikileaks divulgou mais 250 mil documentos secretos. São embaraçoso porque trazem a lume alguns segredos de vários líderes mundiais e porque demonstram que Hillary Clinton deu ordens aos diplomatas americanos para espiarem altos funcionários da ONU. Um comunicado assinado pela secretária de Estado americana e enviado a diplomatas americanos em Julho de 2009 pede “dados biométricos detalhados” e informações técnicas – como passwords usadas em comunicações privadas – de altos funcionários da ONU. Entre as autoridades visadas, estavam o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e os representantes permanentes do Reino Unido, França, Rússia e China no Conselho de Segurança. Os dados têm como base comunicações feitas entre embaixadas dos EUA em todo o mundo. As informações mais recentes obtidas pela Wikileaks são de Fevereiro deste ano.


Martin Sutovec

Entre as informações que constam dos documentos, também estão as pressões de líderes árabes – como o rei da Arábia Saudita, Abdullah bin Abdul Aziz – para que os EUA bombardeassem o Irão, além de esforços clandestinos do governo americano em atacar a rede Al-Qaeda no Iémene. O editor da BBC para o Médio Oriente, Jeremy Bowen, acredita que as novas divulgações vão intensificar o debate sobre os planos nucleares do Irão, assim como sobre a possibilidade de uma acção militar por parte dos EUA ou de Israel.

Roy Greenslade, do The Guardian, critica muitos editores britânicos pela cobertura crítica da WikiLeaks:

One of the more bizarre features of the soon-to-be-leaked Wikileaks revelations was the leaking of the fact that they were to be leaked. The US government clearly decided to get its retaliation in first. […]

So how have editors responded? Largely, I’m afraid, with stories angled towards criticism of Wikileaks and its public face, namely Julian Assange. […]

The Mail on Sunday‘s leader, Grim irony of Wikileaks, read like a memo from a government security consultant. It argued that modern states should take steps to protect their secrets by avoiding the storying of information on databases.

Aren’t we in the job of ferreting out secrets so that our readers – the voters – can know what their elected governments are doing in their name? Isn’t it therefore better that we can, at last, get at them? […]

A opinião do Sr. Greenslade será sempre discutível. Provavelmente, a questão que mais polémica é que vai ficar a saber-se o que os americanos pensam das figuras de proa da política mundial, como Nicolas Sarkozy, Angela Merkel, Mahmoud Ahmadinejad e Vladimir Putin.


“Retaguardia Expuesta”
Dario Castillejos, «El Imparcial de México»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: