Notas ao café…

Confrontos pelo Médio Oriente

Posted in notas ao café by JN on Fevereiro 19, 2011


Pat Bagley, «Salt Lake Tribune»

No Médio Oriente e no norte de África continuam as ondas de protestos populares que tiveram início na Tunísia e alguns dos governos começam a responder de uma forma violenta. No Bahrein, a polícia respondeu violentamente a um protesto pacífico no centro da capital, no qual pelo menos cinco pessoas foram mortas e centenas ficaram feridas.  Os conflitos são mais um problema para Washington que sempre manteve estreitas relações com o regime do Rei Hamad bin Isa al-Khalifa, e onde o conflito é bem diferente do ocorrido no Egipto, como escreve o New York Times:

[…] In some ways, the administration’s calculations are even more complicated here, given Bahrain’s proximity to Saudi Arabia, another Sunni kingdom of vital importance to Washington. Unlike in Egypt, where the struggle was between democracy and dictatorship, Bahrain is suffering a flare-up in old divisions between its ruling Sunni Muslim minority and restive Shiites, who constitute 70 percent of the local population of 500,000. […]

Milhares juntaram no funeral de algumas das vítimas dos protestos que forma considerados por um clérigo Xiita como um massacre e que com este acto o governo tinha encerrado as portas do diálogo. Jacqwi Campbell, no News Desk, escreve sobre o Bahrein:

[…] Each protester I spoke to, Sunni and Shiite alike, said that since Thursday’s raid they regarded their demands as points of utter necessity. One was that Khalifa ibn Salman Al Khalifa, prime minister for more than thirty years and uncle of King Hamid, should resign and be tried, along with the security forces, for human-rights violations. […]

From every corner of the funeral crowd, people were calling for the government to stop giving citizenship to members of the country’s police force, who they say are largely Yemeni, Syrian, Jordanian, and Pakistani. They spoke of how the government seemed to be bringing in Sunni foreigners as security personnel, to increase the Sunni population and to make the police primarily loyal to the royal family, which, unlike the majority of Bahrainis, is Sunni. The demonstrators preached unity between Sunni and Shiite, and Sunnis were in attendance at Sitra, but the inequality of the two sects weighs heavily in the demands and anger of the crowd. “The police will not be able to bring out the will of the people,” the speaker said. […]


Chappatte, «Le Temps»

Verificaram-se novos conflitos no Iémene, na Jordânia e, também, na Líbia do Coronel Muamar Khadafi. A cidade de Benghazi, na Líbia, é o palco desde sexta-feira de manifestações contra o governo líbio, segundo testemunhas. Dezenas de milhares de pessoas reuniram-se em frente do Tribunal de Justiça local para exigirem reformas políticas no país. Benghazi é a segunda maior cidade do país e registou as maiores manifestações da última semana, apesar da forte repressão das forças de segurança. Organizações humanitárias falam em pelo menos 43 mortos nos confrontos desde o início da semana.

Este vídeo colocado no YouTube (via Aid Watch) mostra confrontos entre manifestantes e a polícia na cidade de Tobruk, onde uma estátua do Livro Verde do Coronel Khadafi foi derrubada.

No blog Libya February 17 pode ser seguido o que se passa na Líbia.


Joep Bertrams

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: